Powered by Bravenet Bravenet Blog

WebMaster

journal photo

Subscribe to Journal

Monday, June 1st 2009

10:29 AM

António Furtado de Castro

Colega falecido..paz à sua Alma

É doente por campismo,
É maluquinho por naifas,
O seu nome de baptismo
É Cantinflas, melhor Aiflas.

Cobras, lagartos até o caracol,
Todos lhe têm respeito
É que o Dr. Formol
p'ra veterinária tem jeito.

Também dá fintas aos toiros,
Mas isso acabou-se agora
Que tenhas bastantes loiros
Por essa vida fora
Do MICKEY

Olhem este mandrião
(isso posso eu afirmar)
Que um esqueleto de cão
Quis um dia embalsamar.

Não te andes a enganar
Meu caro Dr, Formol
Não penses que embalsamar
È ir beber ao Caholo.

Oh! Que grande beberrão
Todo ele é chalaça
Quando aperta o garrafão
p'ra ver se deita vinhaça.

Agora p'ra finalizar
(Que tem sido isto de verdade?)
O que te vou desejar
Toda a felicidade.
Do POPEYE

De formol foi alcunhado
Este moço bonitão
Na Escola foi apanhado
«Alegre (Água-pé de garrafão).

É homem desenvolvido
Mui esperto e brincalhão
Pena não estar resolvido
A ouvir o seu coração

Ao acabar re desejo
Felicidades sem par
E q'um dia este desejo
Te faça Doutor ficar.
A despedida do BERRA


O concentrado Formol
É perito em usar
E tintura de tornesol
para a acidez encontrar

É o maior cirurgião
(operando em campo morto)
Certa vez de um cão
Arrancou um grande aborto.

Adeus amigo Doutor
Felicidades te desejo
Que estejas no superior
Comigo, se para tal houver ensejo.
Um abraço dos PAULOS

Para começar te digo
O curso está terminado
Faço-te como amigo
Estes versos cantando.

Lembras-te da carraspana
Que apanhaste no Lubango
E já tarde para a cama
Te levei cambaleando?

Toureiro de grande cartaz
(Não te consideres um ás)
Muitas vezes te vi voar
Porque quereres com touros brincar.

Aiflas é a tua alcunha
Serve-te também como cunha
Agora vou terminar
esta canção , de embalar
Do BARQUEIRO


Várias alcunhas honrosas
Teve este colega distinto
Amigo de cobras venenosas
E do puro e afamado tinto.

Aficionado à festa brava
Empolgava a assistência
Que tanto o admirava
P'la sua fraca resistência

Inimigo da bicharada
Embalsamava sem piedade
Sem remorsos nem nada
Animaizinhas da sua herdade.

No tribunal da macacada
Como réu será julgado
Condenado à dentada
Por tanto dano causado.
Simbiose de COUTO e JÚLIO


Por Aiflas é alcunhado
Este nosso bom amigo
p'la bicharada tão tarado
Que embalsamou um cabrito

caixas de Whisky foi apostar
Convicto que o beberá
Mas quem lhe dará a cheirar
Serão Rebocho e Já-Já.

Na Versailles alguém
O fez perder a cabeça
Mas ficou-lhe muito além
Essa tão grande beleza.

Não esmorecendo porém
E tomando resolução
Foi em busca de alguém
Com quem fará união.

Mão te chateies comigo
Por estas confidências
Mas fala-te o amigo
Te deseja sorte e tudo mais.
Um abraço do amigo sempre fixe REBOCHO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 Comentários.

There are no comments to this entry.

Post New Comment

No Smilies More Smilies »