Powered by Bravenet Bravenet Blog

WebMaster

journal photo

Subscribe to Journal

Monday, June 8th 2009

9:16 AM

Carlos Humberto Serra dos Santos

 

És finalmente regente
já estás homenzinho.
Se soubesses o que a malta sente
com a saída do «pretinho»...


Não sírias da Escola
nem que fosses barata...
Mas enfim... tens «tola»,
para Presidente da «Catata».

O que nos dá mágoa
é que com as «certas lições»
metesses um pouco d'água
p'ra ganhares as discussões.

Além da minha personagem
há outra que o diga,
que com tão escolhida linguagem
punha o cérebro em fadiga.

Numa frase que não esquecerás...
Com elas os desarmastes,
«Um dia virá em que beijarás...»
Mais uma discussão que ganhaste.

Adeus branco escurinho
homem de guerra.
Uma discussãozinha ?
Não, já chega Serra.

Do amigo GALHANAS


Pediste-me para uns versos fazer
para o livro do Fim do Curso
não sei, podes crer
pois nisso, eu sou um urso.

Rebuscar na memória vou
para ver se o consigo
agora a escrever isto
para o pretinho amigo.

O nosso amigo Serra
não tem nada de vampiro
fugiu da sua terra
para cá...Tchivinguiro

Francesas, Suecas, ele tem
com isso ele se diverte
pois não é um ser inerte
e na pelota também.

Que tenhas boa sorte
e que gastes uns Shelins
antes que venha a morte
um abraço do «MARTINS».


Do «Carlos » vou falar
que já é chegado o momento.
Qual será a menina
que ele traz no pensamento ?

Pobre do amigo Santos
que nem sequer tem lambreta
e, aqui acabo a história
dum Romeu e Julieta.

Desejo-te um bom emprego
um carro para passeares,
muito dinheiro na carteira
e uma noiva para amares.

Tens finalmente o teu curso
filho do trabalho e ais.
Procura-te fazer alguém
para orgulho dos teus pais.

Mais um novo regente
da escola vai sair.
Só tenho a desejar
Felicidades no porvir.

DETTINHA


De Évora chegou um dia
este meu amigo Santola.
Quem haveria de dizer
que o canudo estava nesta escola ?

E de lá trouxe uma epidemia
que foi como dor de dentes,
pois esvaziava-nos os bolsos
por causa de tantas correspondentes.

Um dia chegou o desejado correio
todo o mundo esperava a distribuição.
Nosso amigo leva tantas cartas
que a malta armou logo confusão !

-«Isso assim não há direito»
ouviu-se logo colegas renitentes.
-«Impossível ele ter tanta miúda»
não são miúdas, são correspondentes.

É outro benfiquista ferrenho
Como o Russo também é doente,
mas ao contrário daquele, sofre por dentro
sim? Não o Santola é diferente.

Tem a mania que é mexicano
na verdade só lhe falta sombrero.
Sonha com as moças de Acapulco
mas não passa de um cata...tero.

Julga-se rei da Catata
Catata ? Que é isso ? vem na escrita ?
Hum ! Se calhar é algum ardina
com aspirações a jornalista.

Mais um Regente que sai
desta fábrica de ingrícolas.
Desejo que sejas bom em cacaus, cafés...
Mas nada de matérias vinícolas.

Adeus colega amigo
lembra-te que dos livros foste sofredor.
nada mais te desejo, senão
saúde, dinheiro...e Amor !

Do amigo BORGES DA CUNHA


Póo ! Póóó !
Lá vem o Serra
coitadinho,
vem a puxar um carrinho
de pau seco fabricado,
quem haveria de dizer
que a brincar com um carrinho
Já é Regente formado.

Uiii ! Uiii ! Desculpa !!!...
Que é que está a acontecer ?
É o Serra a pagar a sua culpa
está-lhe a dar o Eliézer.

Vais deixar de ser assim
boateiro, linguareiro
que sejas feliz
e que tenhas um pouco de tudo.

Do amigo MICKEY



Olha o preto...
Olha o preto.
Olha o preto...
Que é boateiro.
Com aldrabices
acredita o mundo inteiro.

Comigo não te safavas
quando com as tuas palavras
querias ver se aldrabavas,
porque na casa levavas.

Espero que não te esqueças
dos açoites que te dei
e que ao abrires este livro
te lembres qu'inda fiquei.

Teu grande amigo ELIÉZER


The mind has a thousand eyes,
and the day but one:
Yet the light of the bright world
wth the dying sun.

The mind has a thousand eyes,
and the heart but one:
yet the light of a whole life dies
When love is done.

Ever your  ELISABETH


Agora que és Regente,
agora que embora vais,
vou contar a toda a gente
porque te batem teus pais:

Lá no reino da Catata
uma miúda namorou
e por ser um patarata
por pouco não casou.

Não sei o que aconteceu
nem me interessa afinal.
Não sei o que prometeu
p'ra não ir a tribunal

Isto é tudo que passa
p'la vida de um fadista,
por fim o rolo da massa
deixou-lhe um galo crista.

Desejo-te boa sorte
como teve oi teu passado.
Que nada nem mesmo a morte
te veja num pau enforcado.

Teu amigo P. GOMES «Estarola»



A Presidência da Catata
galardoadamente representada
( e com quanta propaganda)
por este rei da batota...
possuidor de mentalidade totobola
cowboyada e a »Bola»
enfim tudo isto lhe ocupa quantas horas de folga...

tantas vezes discutimos
com ou sem razão
e deixa que te diga
-«Tu não tinhas razão».

outra coisa te ocupava
a viola, em que todos os dias,
tu tanto e tanto tocavas
e nada aprendias.

Enfim, como todos dizem,
chegámos ao fim.

O teu grande amigo JÚLIO



cuidado moças, cuidado
dele nada podem esperar
se coração está tomado
O Benfica está a ocupar.

Ele é o rei da Catata
ninguém o deve duvidar
vai estagiar em batata
(isto é só para rimar).

Ciao, good bye, au revoir,
a inspiração fugiu-me
só te posso desejar
Felicidades, Serra Santos.

Do amigo CUCA



Veio doutra Escola
para o curso tirar
logo abriu a sacola
pois tinha que dispensar.

Dono das discussões
este senhor da Catata
quando começava os sermões
toda a malta se afastava.

Eu não passava de um «bichito»
quando aqui cheguei.
Andavas com um carrito
o que parecias, bem não sei.
Tens um riso simpático
era o que eu dizia
mas...Adeus amigo
até outro dia.

Do bicho amigo TORRINHA



Lá está ele dissertando
no dicionário forçando.
São carta p'ra Alemanha,
contando falsa façanha.

Diz que três vezes morreu
e por isso, ainda não escreveu.
Mas qu'em tudo suspirou
e por ela ressuscitou.

Diz que se lá, ele estivesse,
talvez, lindas coisas fizesse.
Diz c'ama com loucura.


Diz com calma que também
a gostaria de ver como mãe.
Diz qu'a distância é tortura.

Teu cunhado amigo já dos velhos tempos d´Évora 
«SALAZAR»


Ouve-se um ah! De exclamação
É o amigo Serra do fado
que por se mui aldrabão
está-se a ver desesperado.

Amigo inseparável da viola...
e de valentes bebedeiras...
vê lá se te dá na tola
de começares na choradeira.

Bem, meu caro amigo
desejo-te muitas felicidades
mas não fico convencido
que na viola tens rivalidades.

Do sempre amigo H. VAZ












 

 

0 Comentários.

There are no comments to this entry.

Post New Comment

No Smilies More Smilies »