Powered by Bravenet Bravenet Blog

WebMaster

journal photo

Subscribe to Journal

Monday, June 15th 2009

4:11 PM

Virgílio do Carmo Sousa Justino «Parafuso»

 

É lá dos meus sítios
O bom do nosso amigo
De «Parafuso» é alcunhado
Por um «barulho» antigo.

Por ser duro a malhar
No velhos desafios de futebol
Nas canetas ou na cabeça...
Não lhe interessa bem jogar.

Ser maníaco é notório
Arreganhista como só ele sabe,
Além de ser «mau» futebolista
Julga-se um grande filatelista.

A veterinária que continuar
Pois de vegetais pouco gosta
Por um canudo lutará
P'ras bestas e cavalgaduras tratar.

E agora p'ra terminar
Desejo-te muitas felicidades
Recebe um abraço meu
Cheio de camaradagem e saudades.

Do colega e amigo  BORGES DA CUNHA



É alguém que joga à bola
Durante todo o ano.
Tem uma dura tola
E alcunha de «Ruano»...

É por tudo sarrafeiro
Há quem lhe chame Germano
Mas é ele o sinaleiro
Da defesa do 5º ano.

Com um abraço de despedida do  PINTO REBOCHO



Qual é coisa, qual é ela,
Vermelho e de cabelo curto,
Não tem jeito p'ro «Kuela»
E no futebol é um bruto?

Tomate não pode ser,
E laranja não faz sentido
Bem m'está cá a parecer
Qu'é o Virgílio  Sousa Justino.

Abraços do ANTERO DUARTE «Sete»



Três anos aqui passámos
A estudar e a cabular
Na altura de nos separarmos
Vou umas verdades contar.

«Mas, quem roubou os meus selos?»
«Vou-me ao Regente queixar».
Grita, procura, e vai-os na mala encontrar.

«Polly», - diz ele a sonhar,
«Para te ver, quanto eu sofri!
Milhas e milhas de traineira percorri
Num rolo de cordas dormir não consegui
Rapei fome de cão, mas foi por ti
Sabe.me a baunilha ao recordar».

Calças tiradas, no capim se esconde
Para um telegrama ir enviando.
Mas esquecera o traiçoeiro Kissonde
E sai acorrer, o traseiro afagando.

Despeço-me , desejando
Que não mudes pela vida fora.
Sê feliz...(talvez casando)
Mas sê fixe, como agora.

Um abraço do amigo  CUCA




Tu, tens um olhar muito meigo
Tu, tens um sorriso encantador
Tu, és um verdadeiro amor       
Tu, és enfim, um grande amigo.

Amigo a a quem me dediquei
Que esquecer jamais poderei
Pois conseguiste-me cativar
Com o teu meigo e bondoso olhar.

Tu, que me consegues fazer rir
 E raras vezes... arreliar
Quero com fervor desejar
Que a vida te faça sempre sorrir.

Tu mereces toda a felicidade
Pois dela és bem merecedor;
Tu mereces um lar de amor
Onde haja paz, alegria e bondade.

Não quero finalizar
Sem contudo desejar-te:
-Felicidades, novo regente,
Na carreira que vais iniciar.

Recorda sempre a amiga que muito te estima  «POLLY»



Da terra dos bons cafés
Chegou o flagelo «Ruano»
Que no futebol esfola os pés
Aos jogadores doutro ano.

Parece que vai casar
E eu bem gostava de ver
Só para poder apreciar
A cara que vai fazer.

Vermelho terá de ficar
Mas não se assustem, podem crer
Que não é do vinho que tomar
É do feitio e não há nada a fazer.

E agora para terminar
Só te quero desejar
Felicidades sem par
E dinheiro para gastar.

Do amigo ALBUQUERQUE






 

 

0 Comentários.

There are no comments to this entry.

Post New Comment

No Smilies More Smilies »