Powered by Bravenet Bravenet Blog

WebMaster

journal photo

Subscribe to Journal

Wednesday, June 10th 2009

10:19 AM

António João Franco de Ornelas «Pinóquio»


Irmão
O nosso curso acabou
Mas...outra palavra aflorou
Separação.

Palavra que nos diz
E que nos faz sempre lembrar
Tristezas que tivemos de passar
Tristezas que Deus quis.

Mas alegres, cabeça erguida e fortes
Vamos-nos agora separar.
É para vencer, espero que notes
Nesta vida que vai começar.

Espero que o superior tires
Pois são esses os desejos
De todos os que te são queridos
E par ele desejo-te felicidades..

Do «FAGULHA»


Agora foi o Pinóquio
Que me pediu umas quadras
E como ele é um porreirão
Vou-lhas fazer bem rimadas.

É novo e desempenado
Olhem-no aqui ao lado
E apesar de ser narigudo
É esperto como tudo.

Tenho pena, mas que queres?!...
Não tenho jeito para mais
E a tinta se foi embora
Toda, toda lá para fora.

Do amigo PACHECO


Narigão de metro e meio
Que lhe costuma pesar
Isso torna-o tão feio
Que já nem pensa em casar.

Na tua vida futura
Saúde, paz e ventura
É o que te vou desejar
Nestes versos que vão findar.

Do amigo CABILHA


Esquelético e ossudo,
Com ares de espertalhão
Eis o amigo narigudo
«Espírito  de contradição».

Nunca o vi numa farra
Pois não sabe dançar
A criticar ele é barra
E co'a razão tem que estar.

No futebol é jeitoso
De vagar tudo bem vai
Mas com os tempo ventoso
Mal toca na bola, cai.

Adeus Pinóquio, já sei
Que os versos vais criticar
Começa, que eu acabei
Quero que te vás «lixar».

Um abraço do CUCA


Depois de tanto protestar
O Pinóquio Narigudo
Um curso vai acabar
Apesar do «contra» em tudo.

Segundo Torres no futebol
Primeiro mestre em Hidáulica
Leve jeito p'ro voleibol
Mas fraco na ginástica.

E pronto para acabar
Saúde, amor e dinheiro
É o que te quer desejar
O amigo e companheiro.

TORRINHA «Cabeças»


é simpático o Ornelas
Atilado e sisudo
Todo metido nas canelas
É pena ser nariudo.

Inda imberbe e bonitão
-Cora com facilidade-
É um grande porreirão
Terror de muitas beldades.

É um estudante simpático
Pouco dado ao desporto
Não admira, é do mato
Das bandas de Silva Porto.

E só p'ra botar figura
Tem manias aos milhões
Com ar de muita candura
Discute com os fanfarrões.

Grande amigo do amigo
Não há melhor no mundo
Sempre metido consigo
Quando fala é sem gindungo.

Alam boa, estou crente
Promete ser no futuro
Um circunspecto Regente.

Embora seja do contra
E não goste de barulho
É promessa que desponta.

Do professor amigo DR. MANUEL FERNANDES


 
0 Comentários.

There are no comments to this entry.

Post New Comment

No Smilies More Smilies »